Notícias

Câmara aprova incentivo para empresa Ponto Fixo

22 de Fevereiro de 2005

     A Cmara Municipal de Passos aprovou em duas reunies na noite de segunda-feira (21 de fevereiro), o projeto de lei n 001/2005, enviado pelo Executivo, que concede incentivos municipais para a instalao da empresa Ponto Fixo Faces Ltda. A matria foi includa na ordem do dia da ordinria  por acordo de lideranas e sua aprovao confirmada logo em segunda em uma reunio extraordinria. Os vereadores prorrogaram os trabalhos at por volta da meia noite, dando assim condies tramitao do projeto ser agilizada.
     Os 72 requerimentos de vereadores  que estavam em discusso foram aprovados em bloco. Para a prxima ordinria, sero apreciados outros 49 requerimentos.
 Por votao  unnime dos vereadores, a empresa Ponto Fixo teve ampliado o incentivo  de R$ 136.800,00 para  R$ 183.520,00 - valor que representa o que a Prefeitura vai gastar com o aluguel integral  do barraco para a empresa em  36 meses. Em contrapartida, a empresa se comprometeu  a oferecer 150 empregos num prazo de 120 dias. O projeto original enviado pelo Executivo previa uma contratao imediata de 66 pessoas, sendo que o municpio s pagaria integralmente o aluguel quando a empresa alcanasse os 150 postos de trabalho.
      Uma reunio concorrida no plenarinho, at se chegar a um acordo para a votao, ouviu as partes interessadas . O empresrio Mohamed Kordr Elosman Elmerher, dono do empreendimento, concordou com a ampliao do nmero de vagas, em troca de receber o de imediato o subsdio integral do aluguel. Segundo ele, a empresa planejada para costura de jeans vai trabalhar em dois turnos.
      Alm dele, a Cmara ouviu autoridades da Prefeitura, sindicalistas e dirigentes empresariais. O assessor da Secretaria Municipal de Indstria e Comrcio, Venncio Dias de Castro, disse que ao conceder o incentivo, o municpio ter um custo de R$ 35,00/ms por emprego. O controlador-geral da Prefeitura, Marcelo Vasconcelos, disse que a administrao agradecia os vereadores pela deciso de agilizar a votao.
      Por sua vez, a presidente do Sindicato das Costureiras, Maria Alves Barbosa (Deide), disse da necessidade do municpio ter garantias diante dos incentivos, lembrando o caso da Teka, que fechou as portas depois de receber muito da Prefeitura. Deide alertou ainda  para a necessidade os incentivos beneficiarem tambm as empresas locais.
     Na mesma linha, o presidente da Associao dos Confeccionistas (Apicon), Jos Ronan Cardoso, defendeu "suporte e sustentao" para as empresas do setor que j funcionam em Passos,  ressalvando que a empresa Ponto Fixo bem-vinda, convidando-a a se filiar entidade. Jos Ronan disse que o setor vive um momento de crise, apesar de haver carncia de mo-de-obra especializada. Segundo ele, preciso o municpio dar  treinamentos no setor.
      Na opinio do presidente da Associao Comercial e Industrial (Acip), Frank Lemos Freire, a vinda do Centro Tecnolgico que est projetada pelo governo do Estado, ser importante para viabilizar treinamentos na rea. Frank, depois de dar boas-vindas empresa de jeans, disse que a Acip se preocupa com a necessidade dos empresrios radicados em Passos tambm terem incentivos.


O empresrio Pedro Humberto Gomes, dono de uma empresa de confeces que emprega cerca de 100 pessoas, confirmou a necessidade de mais mo-de-obra ser treinada. Ele disse ter mquinas paradas por no encontrar funcionrios preparados.
As comisses de Fiscalizao Financeira e Oramentria e Administrao Pblica e Poltica Urbana e Rural deram parecer em conjunto sobre o projeto, apresentando tambm as emendas.


SDLP/jpe
010/2005
22/02/05

© 2019 Câmara Municipal de Passos
Todos os direitos resevados.